Posts com Tag ‘Fresno’

Sentado à Beira do Caminho – Fresno

Publicado: julho 22, 2012 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Sentado à Beira do Caminho – Fresno

.

sol fa sol fa sol fa sol fa mib / Eu não posso mais ficar aqui

sol sol fa lab / A esperar

fa mib fa mib fa mib fa mib fa / Que um dia de repente

fa fa mib fa mib lab sol / Você volte para mim

sol fa sol fa sol fa sol fa sol fa sol sol / Vejo caminhões e carros apressados

sol fa sol fa sib lab / A passar por mim

fa mib fa mib fa mib fa mib re / Estou sentado à beira de um caminho

fa mib fa mib sol sib / Que não tem mais fim

.

Refrão:

lab lab sib DO DO / Preciso acabar

sib sib fa lab sol / Logo com isso

lab lab sib DO DO / Preciso lembrar

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab sol lab / Que eu existo

.

mib fa sol – sol sol fa sol fa mib do / Meu olhar se perde na poeira

sol fa sol fa lab fa / Desta estrada triste

fa mib fa mib fa mib fa mib fa mib fa mib re / Onde a tristeza e a saudade de você

fa fa mib fa sol / Ainda existe

sol fa sol fa sol fa sol fa mib do / E esse sol que queima no meu rosto

sol sol fa sol fa sib lab / Um resto de esperança

fa mib fa mib fa mib fa mib fa mib re /De ao menos ver de perto seu olhar

fa fa mib fa mib fa sol – sib DO / Que eu guardo na lembrança…oh oh!

.

Refrão:

lab lab sib DO DO / Preciso acabar

sib sib fa lab sol / Logo com isso

lab lab sib DO DO / Preciso lembrar

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab sib DO – RE / Que eu existo – Oh!

.

Vem a chuva molha o meu rosto e então eu choro tanto

Minhas lágrimas e os pingos dessa chuva se confundem com meu pranto

Olho pra mim mesmo, me procuro e não encontro nada

Sou um pobre resto de esperança à beira dessa estrada

.

sol fa sol fa sol fa sol fa sol fa sol fa / Carros, caminhões, poeira, estrada, tudo

sol fa sol fa mib do sol fa / Se confunde em minha mente

fa mib fa mib fa mib fa mib fa mib re / Minha sombra me acompanha e vê que estou

fa fa mib fa sol lab sol sib / Morrendo lentamente

sol fa sol fa sol fa sol fa sol fa sol fa mib / Só você não vê que eu não posso mais ficar

sol sol fa sib lab / Aqui sozinho

sib lab sib lab sib lab sib lab sib lab sol / Esperando a vida inteira por você

lab sib lab sib lab sib lab sib DO RE / Sentado à beira do caminho

.

Refrão:

lab lab sib DO DO / Preciso acabar

sib sib fa lab sol / Logo com isso

lab lab sib DO DO / Preciso lembrar

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab lab sol / Que eu existo

sib lab sib DO / Que eu existo!

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.

Infinito (Lá, Parte II) – Fresno

Publicado: julho 3, 2012 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Infinito (Lá, Parte II) – Fresno

.

mib lab lab lab sol fa sol / Eu nunca fui de lembrar

mib lab lab sol sol lab sol fa / Nem tenho quadros em casa

mib lab lab sol fa sol lab sol lab / Pois são a fonte do problema

.

mib lab lab lab sol fa sol / A vida nem sempre é

mib lab lab sol sol lab sol fa / Do jeito que eu esperava

mib lab lab sol fa sol lab sol lab / Eu já nem sei se vale à pena

.

fa sib DO fa / Mas se eu pintar

sib sib lab sib lab sib DO sib / Um horizonte infinito

mib sib DO mib / E caminhar

sib sib lab sib lab sib DO sib / Do jeito que eu acredito

fa sib DO fa lab / Eu vou chegar

sib sib lab sib DO sib / Em um lugar só meu

.

DO DO DO DO sib sib lab sib sib DO lab / Lá pode ter um novo amor pra eu viver

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Quem sabe uma nova dor pra eu sentir

DO DO DO DO sib sib lab sib sib DO lab / A droga certa pra fazer te esquecer

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Vai apagar a tua marca de mim

lab DO sib lab sol sol fa / Tudo pode estar lá

.

mib lab lab lab sol fa sol / Quem dera poder partir

mib lab lab sol sol lab sol fa / Sem tchau, sem mala, sem nada

mib lab lab sol fa sol lab sol lab / Ver bem de longe o meu planeta

.

(fa fa sol lab) / (E perceber)

lab lab lab lab DO sib lab DO / Que a gente é pequeno demais

mib lab lab sol sol lab sol fa / Na imensidão das galáxias

mib lab lab sol fa sol lab sib DO / Voltar a bordo de um cometa

.

fa sib DO fa / Mas se eu pensar

sib sib lab sib lab sib DO sib / Que em tudo há algo de perfeito

mib sib DO mib / E assim, voar

sib sib lab sib lab sib DO sib / Pra onde o ar é rarefeito

fa sib DO DO sib / Eu vou chegar

sib sib lab sib DO REB DO / Em um lugar só meu

.

DO DO DO DO sib sib lab sib sib DO lab / Lá pode ter um novo amor pra eu viver

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Quem sabe uma nova dor pra eu sentir

DO DO DO DO sib sib lab sib sib DO lab / A droga certa pra fazer te esquecer

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Vai apagar a tua marca de mim

lab DO sib lab sol lab…sib / Tudo pode estar lá…ah!

.

DO DO DO DO sib sib lab sib sib DO lab / Lá pode ter um novo amor pra eu viver

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Quem sabe uma nova dor pra eu sentir

DO DO DO DO sib sib lab sib sib lab DO / A droga certa pra fazer te esquecer

DO DO DO DO sib sib lab sib lab sol lab / Vai apagar a tua marca de mim

lab DO sib lab sol lab / Tudo pode estar lá

lab DO REB DO REB MIB / Tudo pode estar lá

lab DO sib lab sol sol fa / Tudo pode estar lá

mib fa mib mib / E eu aqui

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.

Porto Alegre – Fresno

Publicado: março 14, 2012 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Porto Alegre – Fresno

.

sol MI RE RE DO DO si la sol la sol / Faz frio em Porto Alegre toda noite

la sol la sol la sol la si si / E de longe eu não posso te ver

sol sol sol MI RE RE DO DO si la sol la sol / Então me perco em pensamentos de um passado

la sol la sol la si DO si si la si / Que há muito tempo eu quero esquecer

.

sol MI RE RE si MI RE RE si MI RE / Eu só quero falar que ao teu lado

RE RE si MI RE MI FA# SOL FA# MI RE si / Eu tava errado, eu nunca consegui viver

sol RE si la sol si si sol / Mas só eu sei de você

.

si RE si MI RE si la – la si si / Só não queria dizer adeus

(sol sol la si RE si la sol sol) / (É que eu tinha tanto pra contar)

si RE si MI RE si la / Eu não queria dizer

.

sol MI RE RE DO DO si la sol la / Eu volto há tanto tempo e cada vez

sol la sol la sol la sol la si si / Parece que o meu tempo não passou

sol sol sol MI RE RE DO DO si la sol la sol / Eu não encontro nada que me dê motivo

la sol la sol la si DO si si la si / Outra vez pra procurar o que sobrou

.

sol MI RE RE si MI RE RE si MI RE / Eu vivo condenado e sem saída

MI MI RE MI RE MI FA# SOL FA# MI RE si / De um passado que parece não ter fim

sol RE si la sol si si sol / Você não sabe de mim

.

si RE si MI RE si la – la si si / Só não queria dizer adeus

(sol sol la si RE si la sol sol) / (É que eu tinha tanto pra contar)

si RE si MI RE MI FA# FA# RE SOL FA# MI RE MI / Eu não queria perder o que sempre foi meu
.

RE SOL MI – SOL FA# MI FA# MI FA# SOL MI / Pois não há alguém que possa te amar

RE SOL MI – SOL FA# MI FA# MI FA# SOL MI / Pois não há alguém que possa nos salvar

.

si RE si MI RE si la – la si si / Eu não queria dizer adeus

(sol sol la si RE MI MI RE MI) / (É que eu tinha tanto pra contar)

MI MI MI MI RE MI FA# FA# RE SOL FA# MI RE MI / Só não queria perder o que sempre foi meu

.

SOL FA# RE,  SOL FA# MI / Uoh oh ho, Uoh oh ho

SOL FA# RE,  SOL FA# MI / Uoh oh ho, Uoh oh ho

(sol sol la si RE MI MI RE MI) / (É que eu tinha tanto pra contar)

SOL FA# RE,  SOL FA# MI / Uoh oh ho, Uoh oh ho

.

si RE si MI RE si la – la sol# / Eu não queria dizer adeus

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.

Eu Sei – Fresno

Publicado: dezembro 11, 2011 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Eu Sei – Fresno

.

sol- sol- sol- sol- sol- sol- fa#- fa#- sol / Ás vezes fico com saudade

sol- sol- fa#- sol / de momentos

re- mi- re- mi- re- mi- re- re / Que eu ainda não vivi

sol- sol- sol- sol- sol- sol- fa#- fa#- sol / Ás vezes peco na vontade

sol- sol- fa#- fa#- sol / de sentimentos

re- mi- re- mi- re- mi- re- re / Que eu ainda não senti

.

mi- sol- mi- sol- mi- sol- mi- si- la- la / Te vejo na parede dos hotéis

mi- sol- mi- sol- mi- sol- mi- si- la- la / Eu vivo interpretando papéis

mi- sol- mi- si- la- la- sol- sol / Ás vezes não sei mais quem sou

mi- sol- mi- si- la- sol- mi- si- si / Me deu vontade de voltar

.

Refrão:

sol- RE- DO- si / Pois eu sei

si- si- la- si- DO- si- la- sol- la / Que você quer viver comigo

RE- sol- DO- si / Outra vez

si- si- la- si- DO- si- la- sol- la- si / Que você quer viver ao lado meu

sol- si- DO- si- DO- si- la- sol- la- sol / Até a luz do sol se apagar

.

sol- sol- sol- sol- sol- sol- fa#- fa#- sol / Eu exagero nas palavras

sol- sol- fa#- fa#- sol / Mas nos meus versos

re- mi- re- mi- re- do- re / Eu só encontro você

.

sol- sol- sol- sol- sol- sol- fa#- fa#- sol / É só mais um dia de chuva

mi- sol- mi- si- la- la / E eu vou pra redenção

mi- sol- mi- sol- mi- sol- mi- si / Pois amanhã já vou estar

si- si- si- DO- RE- si- si / em outro lugar

mi- sol- mi- si- la- la / Muito longe daqui

mi- sol- mi- si- la- la- sol- RE / Muito longe de ti

.

Refrão:

sol- RE- DO- si / Pois eu sei

si- si- la- si- DO- si- la- sol- la / Que você quer viver comigo

RE- sol- DO- si / Outra vez

si- si- la- si- DO- si- la- sol- la- si / Que você quer viver ao lado meu

sol- si- DO- si- DO- si- la- sol- sol / Até a luz do sol se apagar

.

RE- DO- si / Eu sei

si- si- la- si- DO- RE- DO- si- DO / Que você quer viver comigo

RE- sol- DO- si / Outra vez

si- si- la- si- DO- si- la- sol- la- si / Que você quer viver ao lado meu

sol- si- DO- si- DO- si- la- sol- sol / Até a luz do sol se apagar

sol- si- DO- si- DO- si- la- sol- sol / Até a luz do sol se apagar

sol- si- DO- si- DO- si- la- sol- la- sol / Enquanto houver ar pra respirar

.

Obs: As notas maiúsculs são agudas.

.

Milonga – Fresno

Publicado: dezembro 10, 2011 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Milonga – Fresno

.

la- la- la- la- sol- mi- sol- fa / Vamos falar de solidão

re- re- mi- fa- mi- re- do- re- do- do / Na sua casa nunca mais entrei

la- la- la- la- sol- mi- sol- fa / Mas decorei com exatidão

re- re- mi- fa- mi- re- do- re- do- do / Todas as coisas como eu deixei

.

la- la- la- la- sol- mi- sol- fa / Versos jogados pelo chão

re- re- mi- fa- mi- re- do- re- do- do / Lembranças do que não presenciei

re- re- mi- fa- mi- re- mi- fa / Mas decorei com exatidão

re- re- mi- fa- mi- re- do- re- do- do / Como o passado que eu mesmo criei

.

fa- la- sol- la- sol- la- sol- la- sol- la / E tudo que eu posso oferecer

sol- la- sol- la- sol- la- sol- la / São minhas palavras pra você

(la- la- la- la- sol- fa- re- sol- la- sol- fa) / (No plágio de uma bela melodia)

fa- la- sol- la- sol- la- sol- la- sol- la / E tudo que eu quero te dizer

sol- la- sol- la- sol- sib- la- la / Eu já cansei de escrever

(la- la- la- la- sol- fa- re- sol- la- sol- fa) / (Quero te ver enquanto não é dia)

.

sol- sib- sib- la- sol- la- sib- la- sol / Mas diz porque tu vais embora

sol- sib- sib- la- sol- DO- sib- la- sol / Mas diz porque tens tanto medo

sol- sib- sib- la- sol- la- sol / Se não acorda cedo

sol- la- sib- la- sol- la- sib- la- sol- la / Nem trabalha, estuda ou namora

.

sol- sib- sib- la- sol- la- sib- la- sol / Mas diz porque chegou a hora

sol- sib- sib- la- sol- DO- sib- la- sol / Agora que eu venci meu medo

sol- sib- sib- la- sol- la- sol / Te peguei pelos dedos

sol- la- sib- la- sol- la- sib- la- sol- la / Pra dançar enquanto o sol demora

.

sib- sib- sib- sib- sib- sib- sib- si- sib / Par a chegar trazendo aurora

sib- sib- sib- sib- sib- sib- sib- si- sib / E a luz que cega e me dá medo

sib- sib- sib- sib- DO#- si- sib / E como um torpedo

sol- la- sib- la- sol- la- sib- la- sol- la- sib / Eu deslizo, eu vôo num mar de lençois

.

sib- sib- sib- sib- sib- DO#- sib- si- sib / E cada dobra conta histórias

sib- sib- sib- sib- sib- DO#- sib- si- sib / De muitas delas sinto medo

sib- sib- sib- DO#- si- sib / São muitos enrredos

sol- la- sib- la- sol- la- sib- la- sol- la- sib / Enrolados e embriagados como nós

DO#- sib- la / Tão a sós

la- sol- sib / Como nós

DO#- sib- la / Tão a sós

.

sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- sol- fa# / Por que você insiste em dizer

sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- re / que ainda existe vida

fa#- sol- mi / sem você?

.

fa- sol- fa- DO- sib- la- DO- sib- la- DO- sib- la- fa / E eu não quero lembrar de que eu fui pra você

fa- sol- DO- la- DO- la- DO- DO- DO- DO- sib- la- fa / Uma simples distração pra você esquecer

fa- sol- DO- sib- la- DO /  Eu não quero lembrar

sib- la- DO- sib- la- la- sib- sib / Que chegamos ao nosso fim

.

fa- sol- DO- sib- la- DO- sib- la- RE- DO- DO- DO / Eu não quero lembrar que eu vou acordar

la- DO- la- DO- la- DO- DO- DO- RE- DO- DO- DO / Sabendo que meus olhos não vão te encontrar

la- la- RE- DO- la- RE- DO- la- RE- DO- DO- DO- DO / Eu não quero lembrar que tudo acabou pra mim

.

fa- sol- la- fa / Vou te esquecer

fa- sol- la- fa / Vou te esquecer

.

sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- sol- fa# / Por que você insiste em dizer

sol- fa#- sol- fa#- sol- fa#- re / que ainda existe vida

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.

Quando Crescer – Fresno

Publicado: novembro 5, 2011 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Quando Crescer – Fresno

.

sol sol sol la si si / O que você vai ser

DO si sol re / Quando crescer?

sol sol sol la si si la si / O que a gente vai fazer

DO si RE la – sol la si / Quando se ver – de novo?

.

sol RE sol fa# sol RE sol fa# sol / O que será que acontece

sol RE si RE si RE si RE MI RE / Pra gente, um dia, não se querer mais?

sol si DO si la / Eu só queria

sol DO si sol sol fa# / Um pouco de paz

.

sol sol sol la si si la si / Eu sou o que eu queria ser

DO si sol re / Quando crescer?

sol sol sol sol sol la si si DO si si / Eu me enxergo em todo lugar

sol sol sol DO si la sol si si / Exceto aonde você está

.

sol RE sol fa# sol RE sol fa# sol / O mundo ao meu redor é estranho

sol RE si RE si RE si RE MI RE / Agora que eu já não te tenho mais

sol si DO si la / Eu só queria

sol DO si sol la la / Mas eu nem sei mais

.

Refrão:

sol la sol RE si / Então escolha

sol sol RE DO si DO si sol / De que lado vai jogar

sol RE si si la / Pois ao meu lado

sol sol RE DO si DO DO/ Está sobrando lugar

si sol si si / Ele é seu

sol si si la / Eu sou seu

.

sol la sol RE si / Então me diga

sol sol RE DO si DO si sol / Onde é que você está

sol RE MI si la / No meu passado

sol sol RE DO si DO DO/ Você não pode ficar

si sol si si / Acabou

la sol la / Acabou

.

sol sol sol la si si la si / O que o mundo vai dizer

DO si la sol re / Quando o amor vencer?

sol sol sol la si si DO si si / Em quem a gente vai pensar

sol sol DO si la sol RE / Quando a luz se apagar?

.

sol RE sol fa# sol RE si RE si RE si / Eu quero um segundo de silêncio

RE si RE si RE MI RE / Será que é pedir demais?

si la si / Não

sol si DO si la / Eu só queria

sol DO si sol la sol la si / Mas eu não sei mais como é

si RE / Você!

.

Refrão:

sol la sol RE si / Então escolha

sol sol RE DO si DO si sol / De que lado vai jogar

sol RE si si la / Pois ao meu lado

sol sol RE DO si DO DO/ Está sobrando lugar

si sol si si / Ele é seu

sol si si la / Eu sou seu

.

sol la sol RE si / Então me diga

RE RE RE DO si DO si sol / Onde é que você está

sol RE MI si la / No meu passado

sol sol RE DO si DO DO/ Você não pode ficar

si sol si si / Acabou

sol si la sol fa# sol sol / E eu não sou o seu cantor…

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.

Deixa o Tempo – Fresno

Publicado: julho 5, 2011 por Tainara em Rock Nacional
Tags:

.

Deixa o Tempo – Fresno

.

sol sol fa# mi fa# mi fa# sol / Eu não volto mais pra casa

sol sol la DO si la sol mi / Não há ninguém a me esperar

sol si la si la sol la si / Eu não vou ver o sol nascer

si la si la sol la si DO / Pois fechei minhas janelas

re re re DO si sol la la / Pra não deixar a luz entrar

.

re sol sol fa# mi fa# mi fa# sol / Eu canto as notas mais erradas

sol sol la DO si la sol mi / De refrões que eu nem sei tocar

sol si la si la sol la si / Tentei chegar até você

si la si la sol la si DO / Mas você não ouviu nada

re re re DO si sol si la / Chegou a hora de acordar

.

Refrão:

re re DO DO DO si fa# sol / Então deixa que o tempo vai

DO si fa# sol / Cicatrizar

re re re DO si sol la la / Ele te trouxe até aqui

re re re DO si sol si la / Mas pode te fazer mudar

re re DO DO DO si fa# sol / Então deixa que o tempo vai

re re re DO si fa# la sol / Gravar a tua voz em mim

re re re DO si sol la la / Pra que eu possa te ouvir

re re DO si sol si la / Toda vez que eu precisar

.

re sol sol fa# mi fa# mi fa# sol / Queria tanto estar em casa

(re re re MI RE si RE la sol) / (O teu silêncio não traz paz)

re sol sol fa# mi fa# mi fa# mi mi / Vendo mentiras na televisão

si si sol mi mi re si, DO! / Esperando alguém ligar, uou!

(re sol sol fa# mi fa# mi fa# sol sol) / (Deixei meu rádio em qualquer estação)

.

Refrão:

re re DO DO DO si fa# sol / Então deixa que o tempo vai

DO si fa# sol / Cicatrizar

re re re DO si sol la la / Ele te trouxe até aqui

re re re DO si sol si la / Mas pode te fazer mudar

re re DO DO DO si fa# sol / Então deixa que o tempo vai

re re re DO si fa# la sol / Gravar a tua voz em mim

re re re DO si sol la la / Pra que eu possa te ouvir

re re DO si sol si la / Toda vez que eu precisar

.

Obs: As notas maiúsculas são agudas.

.